segunda-feira, 25 de março de 2013

Segunda Musical #85

Fala gurizada, quanto tempo não é mesmo?

Pois é, o Tio andou sumido, por diversos motivos diferentes, e vou falar um pouquinho deles antes de apresentar a música do dia...

Talvez vocês se lembrem, que no ano passado o Tio teve um problema grave de saúde na família, que culminou com o falecimento de meu avô, ao fim de um ano de lutas. Infelizmente, com a morte dele, vieram algumas questões familiares, um pouco chatas, mas que pelo menos aos poucos estão sendo acertadas, coisas essas que ajudaram a me manter meio afastado do blog.

Além disso, existe uma nova questão que mantém o Tio ocupado (além também da faculdade), que é uma nova empreitada profissional.

Isso significa, que eu estou me afastando definitivamente do meio jurídico, e talvez antes do que todos esperavam...

Prometo tentar manter uma certa regularidade por aqui.

Agora chega de enrolação e vamos à música...


E pro karaokê maroto..


Perfeita Simetria

Engenheiros do Hawaii

Toda vez que toca o telefone
Eu penso que é você
Toda noite de insônia
Eu penso em te escrever
Pra dizer
Que o teu silêncio me agride
E não me agrada ser
Um calendário do ano passado
Prá dizer que teu crime me cansa
E não compensa entrar na dança
Depois que a música parou
A música parou (Parou!)
Toda vez que toca o telefone
Eu penso que é você
Toda noite de insônia
Eu penso em te escrever
Escrever uma carta definitiva
Que não dê alternativa
Prá quem lê
Te chamar de carta fora do baralho
Descartar, embaralhar você
E fazer você voltar
[Ao tempo em que nada
Nos dividia
Havia motivo pra tudo
E tudo era motivo pra mais
Era perfeita simetria
Éramos duas metades iguais
Ao tempo em que nada
Nos dividia
Havia motivo pra tudo
E tudo era motivo pra mais
Era perfeita simetria
Éramos duas metades iguais
O teu maior defeito
Talvez seja a perfeição
Tuas virtudes
Talvez não tenham solução
Então pegue o telefone
Ou um avião
Deixe de lado
Os compromissos marcados
Perdoa o que puder ser perdoado
Esquece o que não tiver perdão
E vamos voltar aquele lugar
vamos voltar
[refrão]
Vamos voltar
Vamos voltar
Vamos voltar
Vamos voltar
Ao tempo em que nada
Nos dividia
Havia motivo pra tudo
E tudo era motivo pra mais
Era perfeita simetria
Éramos duas metades iguais
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário